Escritores baianos participam de encontro virtual na Colômbia em agosto

O Segundo Encontro Internacional de Escritores e Poetas nos Montes de Maria, acontece durante todo o dia 22 de agosto, via internet, direto de San Jacinto, Bolívar, Colômbia, com poetas de vários países latino-americanos como Argentina, Brasil, Porto Rico, Colômbia, Cuba, Chile, Estados Unidos, Espanha, Catalunha, México e Uruguai. 

O evento será em homenagem ao escritor colombiano Alfonso Hamburger, natural de San Jacinto, Bolívar, e vai ser transmitido por plataformas de stream. A comemoração terá também exposição de outras artes, recitais, apresentações de livros e outras expressões artísticas, em uma programação a ser divulgada. Os(as) brasileiros(as) Valdeck Almeida de Jesus, Cacau Novaes, Rita Pinheiro, Gilmara Silva e Cristina Fernandes foram convidados(os) a apresentarem vídeos-poemas e leituras sobre livros de suas autorias. Boa parte delas/es já circulam pela Colômbia em encontros presenciais e, por conta da pandemia e isolamento social, agora participam de oficinas literárias e feiras culturais online, principalmente uma oficina de escrita aos sábados, a partir das 19h (horário de Brasília). 

O II encontro internacional tem apoio cultural das seguintes instituições e coletivos literários: Chocopoesia, Cabildo, Instituto Cultural Latinoamericano, Escuela de Musica Lucho Bermúdez, Ecléctica Revista Literária, Galinha Pulando, Nosso Sarau, Asociación Cultural Andrés Landero – Rey de la Cumbia, Amexme, Ancestral Films, Noranja Culturart, Cultura con Chocolate e Parlamento Internacional de Escritores da Colômbia. 

Site onde as transmissões vão ser exibidas: 

https://www.facebook.com/eclectica.eclectica.1

Informações sobre participantes:

Valdeck Almeida de Jesus é natural de Jequié, Bahia, Brasil. Escritor, jornalista e ativista cultural. Embaixador do Parlamento Internacional de Escritores da Colômbia. Autor de vinte livros e coautor de 150 antologias. Possui textos publicados em espanhol, inglês, francês, holandês e italiano. Militante literário e das liberdades e dos direitos humanos. 


Cristina Leilane Fernandes nasceu em Poções, Bahia, Brasil. Escritora, professora, sua produção poética encontra-se em artigos de revistas, livros e coletâneas de poemas. Escritora, professora no município de Vitória da Conquista. Publicou os livros de poesia O Último Baile (2004) e Receituário da Delicadeza (1994). Participou das coletâneas poéticas Concerto Lírico para Quinze Vozes (2009) e (2019) e Revista Organismo. (2019). 

José Carlos Assunção Novaes (Cacau Novaes) é autor de Marádida (Selo Letras da Bahia, relançado pela Editora Buriti), Os poetas estão vivos (Editora Mondrongo), As Sandálias (Editora Mondrongo) e Você não sabe do que é capaz (Editora Penalux), além de publicações em várias antologias na Bahia e em outros estados. Produtor e curador do Nosso Sarau, evento mensal no Goethe Institut Salvador. É membro correspondente da Academia de Letras de Goiás (ALG), da Academia de Ciências Letras e Artes de Vitória (ACLAV) e do Núcleo de Artes e Letras de Portugal (NALAP), além de Cônsul do Parlamento Internacional de Escritores de Cartagena das Índias, Colômbia. 

Gilmara Silva. Nascida em Ubaitaba, residente em Salvador - BA/Brasil. Assistente Social, Escritora de Palavras-navalha e doçuras, Conselheira do Quilombo Educacional Curso Popular de pré vestibular Quilombo do Orobu, Mediadora de leitura, Mestranda pelo Programa de Pós Graduação em Serviço Social/UFBA. 

Rita Pinheiro. Conhecida como Garimpeira da Cultura é escritora, bonequeira, Griot de Tradição Oral e professora aposentada. Mobilizadora Cultural , percorre o mundo divulgando as diversas culturas. 



Fonte: Galinha Pulando

Comentários

Postar um comentário

Posts mais visitados

Ticomia recomeça dia 25 como a maior explosão de alegria do São João da Bahia

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

New face da 40 Graus Models, Ana Clara Rios passa férias na Bahia

Conheça “Raíz do Sertão”, novo álbum do rapper baiano TR MC

‘A rosa de Hiroxima’, de Vinicius de Moraes, em extraordinária interpretação de Ney Matogrosso