Morre o escritor Sérgio Sant’Anna, vítima da covid-19

Vencedor de três prêmios Jabuti, um dos principais nomes da literatura brasileira faleceu hoje no Rio de Janeiro aos 78 anos

O escritor carioca Sérgio Sant'Anna, um dos maiores autores em atividade no país, morreu na madrugada deste domingo (10), aos 78 anos, em decorrência da Covid-19. Ele estava internado desde o domingo (3) no hospital Quinta D'Or, no Rio de Janeiro. A informação foi confirmada por sua irmã Sonia Sant’Anna através do Facebook.

Sérgio Sant'Anna: escritor faleceu hoje (10) aos 78 anos (Daniel Ramalho/Reprodução)

De acordo com seu filho, o também escritor André Sant'Anna, o pai vinha melhorando e saindo da sedação, mas teve uma parada cardíaca nesta madrugada.

Conhecido pela experimentação formal, ele transitou e foi elogiado por seu trabalho em diversos gêneros, mas era celebrado principalmente como um dos grandes nomes do conto brasileiro, ao lado de Rubem Fonseca e Dalton Trevisan.

Mesmo com a idade avançada, chamava a atenção o fato de Sant'Anna continuar não só produzindo, mas mantendo a qualidade à altura de sua obra pregressa. Seu último livro inédito foi "Anjo Noturno", de 2017.

Foto: Ricardo Borges/Folhapress

No ano passado, ele, que era advogado de formação, completou 50 anos de carreira literária. Sua estreia foi em 1969, com o livro "O Sobrevivente", uma edição do autor paga com dinheiro emprestado de seu pai. Com a obra, ganhou uma bolsa em um programa da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, voltado para escritores.

Vencedor de três prêmios Jabuti, três vezes o APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) e uma vez o prêmio da Biblioteca Nacional, o autor teve suas obras traduzidas para o alemão, francês, italiano e tcheco.

Entre seus livros mais famosos estavam obras como "Confissões de Ralfo", "Um Crime Delicado, "O Concerto de João Gilberto no Rio de Janeiro" e "O Homem-Mulher", entre outros. Sua obra é publicada pela Companhia das Letras.


Meus queridos, o Sergio se foi. Depois a gente se fala mais. É tão estranho saber que não vou mais ver aquele que...

Publicado por Sonia Sant'Anna em Domingo, 10 de maio de 2020



Fontes: Folha de São Paulo e Revista Veja

Comentários

Posts mais visitados

Ticomia recomeça dia 25 como a maior explosão de alegria do São João da Bahia

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

New face da 40 Graus Models, Ana Clara Rios passa férias na Bahia

Conheça “Raíz do Sertão”, novo álbum do rapper baiano TR MC

‘A rosa de Hiroxima’, de Vinicius de Moraes, em extraordinária interpretação de Ney Matogrosso