Pular para o conteúdo principal

Nosso Sarau reúne três escritoras, com lançamento de livro e exposição fotográfica

Letícia Prata, Lia Zanini e Heloísa Prazeres são as escritoras convidadas do Nosso Sarau deste mês, no dia 25 (quarta-feira), às 18 h, no KreativLab do Goethe-Institut Salvador.


Autoras do livro “Do Avesso”, as escritoras participam de um bate papo com Cacau Novaes e lançam a obra, que tem também a coparticipação de Daniela Altmayer e Léa Lubianca, e reúne poemas e fotografias. O lançamento acontece durante o Nosso Sarau, com recital de poesia, apresentações musicais, bazar com exposição de livros e CDs dos artistas convidados, entre outras atrações.

O evento tem a participação de Alvorecer Santos, Ametista Nunes, Cacau Novaes, Décio Torres, Jeane Sánchez, Luiz Eudes, Luís Aseokaynha, Marcos Peixe, Ritta Cidhreira, Rosana Paulo (poesia) e Di Carvalho, Magno Estevam, Marcelo Delacroix (música).

A entrada é gratuita e o livro estará à venda no local por R$ 50,00. As fotografias que fazem parte do livro também estarão expostas e podem ser adquiridas. Quem comprou o livro na pré-venda ou no site da editora Libertinagem leve no dia para ser autografado.

O Nosso Sarau tem a produção e a curadoria de Cacau Novaes, com o apoio do Goethe-Institut Salvador. Toda a programação também é transmitida on-line pelo Facebook e pode ser assistida através do link: www.facebook.com/nossosarau.ssa


Sobre as autoras convidadas:

Letícia Prata é natural de Salvador, BA (1969), cursou Direito (Universidade Federal da Bahia), e é Mestre em Direito pela PUC/RS. Reside em Porto Alegre desde 1994, onde exerceu a docência acadêmica, como professora do Curso de Graduação em Direito da Universidade Luterana do Brasil (ULBRA) e atuou, como convidada, no Curso Livre de Mediação, da Faculdade de Direito da Unime, em Salvador (março/2002 e julho/2003). Vinculada aos quadros do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul, desde 2000. Como escritora, publicou poemas no Jornal A Tarde e na Rev. Exu, da Fundação Casa de Jorge Amado, Salvador, BA. Em 2012, lançou o livro Lã e linha do horizonte, poesia, pela editora Mondrongo, BA. Participou da coletânea Poetas da Bahia, editada pela Expogeo, BA e da edição da Santa Sede, crônicas de botequim, POA, Editora Buqui, 2017. Em 2022, lançou pela editora Libertinagem, SP, Tempo para qualquer lado - poesias, em 2023, participou do livro Do Avesso - poesia e fotografia, também pela editora Libertinagem e tem um livro no prelo -Tempo para qualquer lado.

Heloísa Prazeres é nona mulher a ocupar uma cadeira na Academia de Letras da Bahia, desde 29 de julho de 2021. Destaque da presença e visibilidade feminina no campo cultural é membro titular da Alita, Academia de Letras de Itabuna, desde novembro de 2022. Possui extenso histórico no campo das Letras, Bacharela e Licenciada em Letras Vernáculas, Mestre em Letras – Teoria da Literatura – pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Cumpriu o doutorado na University of Cincinnati, OH, Estados Unidos. Professora Adjunta aposentada do IL da UFBA, foi titular e pesquisadora da Universidade Salvador (UNIFACS) e coordenou o Núcleo de Referência Cultural da Fundação Cultural do Estado da Bahia (2004-2007). Heloísa Prazeres possui vasta produção acadêmica, com artigos publicados em revistas especializadas. Desenvolve escrita criativa, especialmente no gênero lírico e possui quase uma dezena de livros publicados.

Lia Zanini nasceu em Porto Alegre, carrega sotaques de muitas ascendências, o que a faz bem brasileira. Fotógrafa brincante, tem a câmera fotográfica como aliada: “Se a voz me falha, falo pela fotografia. Tenho mãos e pés inquietos, um cérebro pulante e vontades que nunca couberam no arco do dia”. Na sala de aula, como professora da Educação Especial, a Fotografia ajudou a ouvir a voz de tantas crianças e adolescentes tomando a forma de resistência e alegria coletiva. Tem trabalhos expostos em revistas e mostras coletivas e, “pela primeira, vez divido uma parte do meu olhar temperado com Poesia”.

 

SERVIÇO:

O quê: Nosso Sarau – Lançamento do livro “Do Avesso”

Quando: 25 de outubro (quarta-feira), 18h

Onde: KreativLab do Goethe-Institut Salvador - Avenida Sete de Setembro, 1809, Corredor da Vitória, Salvador

Quanto: Gratuito

Classificação: Livre

Informações:

  • Instagram / Facebook: @nossosarau.ssa
  • E-mail: jcanovaes@gmail.com
  • Contato: (71) 988442625 (Whatsapp)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

Nêgo Jhá é uma banda do interior da Bahia, da cidade de Iguaí, situada no Centro Sul do estado, criada em janeiro de 2018, por Guilherme Santana e Gabriel Almeida, através de u ma simples brincadeira entre amigos, que resultou em um trabalho profissional.  A banda já contabiliza mais de 30 milhões de visualizações no YouTube com suas músicas, entre elas, destaca-se “Cabaré”, música de trabalho gravada por artistas famosos, que compartilharam vídeos, que viralizaram na internet, ouvindo e dançando o hit do momento em todo o Brasil. Até no BBB21 da Rede Globo já tocou a música dos garotos. Foto: Divulgação Confira abaixo a entrevista com os integrantes da Nego Jhá: Cacau Novaes - Como surgiu a ideia de criar Nego Jhá? Como tudo começou?  Nego Jhá -  Através de uma brincadeira entre mim, Guilherme, e meu amigo Gabriel, que toca teclado.  No início não tínhamos em mente de que isso se tornaria algo profissional, pensamos apenas em gravar por diversão e resenha. Cacau Novaes -  É uma dupl

Festival em Morro de São Paulo terá shows de Luiz Caldas, Jau, Cheiro de Amor, entre outras atrações

Após o Carnaval, Morro de São Paulo, Bahia, realiza, entre os dias 15 e 17 de fevereiro, a 7ª edição do Festival de Morro de São Paulo, reunindo grandes atrações para quem quer curtir um dos melhores destinos turísticos do verão brasileiro. Foto: Reprodução Artistas como Luiz Caldas, Jau, Filhos de Jorge, Afrocidade, Cheiro de Amor, Negra Cor e Batifun passarão pelo palco montado na Segunda Praia. De acordo com a organização do evento, será “Um festival comprometido em tornar este evento ainda mais ecologicamente responsável através da neutralização de carbono. Este não é apenas um festival, é uma vibração consciente e inesquecível para fechar o Verão com chave de ouro”.

Morro de São Paulo recebeu artistas e turistas em festival neste fim de semana

Durante o fim de semana, de quinta (15) a sábado (17), Morro de São Paulo realizou a 7ª edição do seu festival em um dos destinos mais procurados por turistas do Brasil e de outros países. Vina Calmon - Cheiro de Amor - Foto: Cacau Novaes O evento aconteceu na Segunda Praia, de forma gratuita, e contou com shows de diversos artistas. No primeiro dia do evento (15), passaram pelo palco Dayane Félix, Afrocidade e Cheiro de Amor. Já na sexta-feira (16), os shows foram de Batifun, Negra Cor e Jau. No último dia (17), somente Degê conseguiu se apresentar, devido às fortes chuvas que caíram na ilha, sendo cancelada a programação, que ainda tinha em sua grade os shows de Luiz Caldas e Filhos de Jorge. Jau - Foto: Divulgação Mesmo com esse imprevisto, o Festival de Morro de São Paulo foi um sucesso, com a presença de um grande público, que também curtiu os atrativos naturais da ilha. Adelmo Casé - Negra Cor - Foto: Divulgação Confiram mais vídeos no Instagram de Cacau Novaes : Ver es

Festival de Morro de São Paulo suspende programação deste sábado (17)

Devido às fortes chuvas que atingem Morro de São Paulo na noite deste sábado (17), o Festival de Morro de São Paulo anunciou a suspensão da programação do dia, visando garantir a segurança do público. Com isso, as apresentações de Luiz Caldas e Filhos de Jorge foram canceladas. Os dias anteriores foram marcados pelo público lotando a Segunda Praia para os shows de Dayane Felix, Afrocidade, Cheiro de Amor, Batifum, Negra Cor e Jau. Hoje, o cantor Degê, fez o show de abertura da noite, antes da suspensão.

Depois de participar da Flita, Cacau Novaes é presença confirmada na Flisba

Depois de participar da Flita - Festa Literária de Aratuípe, que ocorreu no último fim de semana (24 a 26/11), o poeta e escritor José Carlos Assunção Novaes, mais conhecido pelo nome artístico de Cacau Novaes, é presença confirmada na Flisba - Festa Literária do Sul, neste fim de semana 1º e 2 de dezembro. O escritor tem passado por diversas festas literárias, a exemplo de: Flipelô - Festa Literária Internacional do Pelourinho; Flipf - Festa Literária Internacional de Praia do Forte; Flilençóis - Festa Literária Internacional de Lençóis; Flica - Festa Literária Internacional de Cachoeira, Flita - Festa Literária de Aratuípe; e, agora, na Flisba - Festival Literário Sul Bahia. No Flisba, o autor lança o seu romance Marádida, participa do Sofá em Prosa e é um dos jurados do Slam Magnus Vieria, em homenagem ao saudoso artista iguaiense. Já no sábado, dia 02/12, às 16h, Cacau Novaes participa do Festival de Contação de Histórias do Coletivo Ser de Arte, com o seu livro infanto-juvenil &qu