Pular para o conteúdo principal

Ticomia recomeça dia 25 como a maior explosão de alegria do São João da Bahia

A mais tradicional festa de camisa do São João da Bahia, o Forró Ticomia, recomeça em 2022 como a maior explosão junina de alegria do estado, no dia 25 de junho, após dois anos de distanciamento social causado pela pandemia da covid-19. Esta edição, com o tema ReViva o Forró, reúne o melhor elenco de grandes atrações da música nordestina para fazer a alegria do Ticomia, que há 35 anos impulsiona o calendário do São João baiano: Dorgival Dantas, Vitor Fernandes, Tarcísio do Acordeon, Luan Estilizado, Jonas Esticado, Mastruz com Leite, Raí Saia Rodada, Lordão e Otávio Mateus. A expectativa é cerca de 11 horas de música e de muito entretenimento.

Imagem noturna do Show de Luan Estilizado no Ticomia 2019

Como acontece ao longo dos anos, a festa será realizada na Fazenda El Dourado, a três quilômetros da cidade de Ibicuí - capital do São João da Bahia, a partir do meio-dia, com ampla área para estacionamento e o melhor serviço all inclusive do calendário junino, que disponibiliza cerveja, refrigerante, bebidas e comidas típicas e uma variedade de churrascos para os milhares de foliões. O espaço Ticomia contará com cenografia típica do São João, elementos do Nordeste e homenagem a Luiz Gonzaga.

A organização da festa - comandada pelo criador Douradinho, Sara e Raul Dourado - está ultimando todos os detalhes para que o Ticomia 2022 seja ainda maior que em anos anteriores. "Claro que este ano temos a saudade dos parceiros, amigos e de tantas pessoas que se foram por causa da crise sanitária da covid-19 e outras enfermidades. Ainda assim, nossa expectativa é de um evento de paz, alegria, de bons serviços e que mantenha a valorização do forró como o original ritmo da festa de São João", afirma Douradinho.
Os produtores do Ticomia, Raul Douradinho e Sara 
com o cantor Luan Estilizado em 2019

Ele ressalta que o acesso à Fazenda El Dourado recebeu melhorias na infraestrutura, como forma de promover um fluxo de tráfego mais tranquilo. Entre elas, a construção e ampliação da ponte próxima ao local do evento, que, por vezes, causava engarrafamento no trecho não pavimentado da estrada. A obra foi feita pelo Governo do Estado.

Palcos - Os shows do Ticomia serão apresentados nos dois grandes palcos da Fazenda El Dourado, que foram reformados e contam com nova programação visual e suporte para shows pirotécnicos. As atrações e suas bandas - Dorgival Dantas, Vitor Fernandes, Tarcísio do Acordeon, Luan Estilizado, Jonas Esticado, Mastruz com Leite, Raí Saia Rodada, Lordão e Otávio Mateus - farão os respectivos shows revezando o uso dos palcos, com o objetivo de manter a continuidade do ritmo musical e a alegria que caracterizam a festa.

Visão dos dois palcos do Ticomia deste ano

Está confirmado também o funcionamento da tradicional "Vila do Forró", uma praça cenográfica, com um coreto no centro, onde se apresentarão as bandas Terno e Chinela, Forró do Cariri e Andinho Brito, com um repertório de músicas consagradas na história do forró "pé de serra". Este espaço alternativo, localizado no lado oposto aos grandes palcos, tem o charme das casinhas de taipa da zona rural, onde são servidos os doces típicos, e se tornou um dos pontos mais frequentados do Ticomia. Na animada bodega local, o folião experimenta o licor, cachaça pura e com ervas, rapadura, tira-gostos variados de charque, mortadela e bacalhau.

Vila do Forró, praça cenográfica com muito arrasta-pé

Sara Dourado, uma das produtoras do evento, declara que não vê a hora de o público matar a saudade do tradicional arrasta-pé junino, além de outros ritmos, cuja característica transformou o Ticomia na maior festa privada do São João baiano. O produtor-executivo Raul Dourado disse que o Ticomia 2022 acontece sob o símbolo do recomeço, do reencontro de amigos e foliões que sempre participaram da festa inspirados pelo momento de alegria e confraternização.   
All Inclusive - Não resta dúvida de que entre as principais referências do Ticomia estão as atrações musicais, a possibilidade de poder ser frequentado por famílias inteiras, com segurança, e o cardápio de comidas e bebidas all inclusive, cujo serviço funciona ininterruptamente.   

Na área de alimentação, o folião pode degustar um delicioso churrasco de porco e costela bovina no rolete, preparados e servidos por uma equipe de profissionais do sul do país, espetinho de carne e de frango, feijão tropeiro, vinagrete, acarajé, abará, queijo coalho, pamonha, amendoim, milho cozido, crepe, tapioca recheada, cocada, biscoitos e outras guloseimas.

No setor de bebidas, a tradicional cerveja, além de água, refrigerantes, frozen, cachaças, água de coco, caldo de cana e batidas de frutas tropicais. Por outro lado, haverá como opção o Bar Premium, único espaço da festa em que as bebidas são comercializadas, para quem quer whisky, vodka, gin e o energético Red Bull.  Também vai funcionar uma loja de souvenirs com a marca Ticomia, onde podem ser adquiridos bonés, copos, canecas e chaveiros. 

Foliões estão ansiosos para o retorno dessa alegria

As vendas de ingressos, que dão direito a camisa e pulseira de acesso ao evento continuam sendo feitas no modo on-line, no Instagram @ticomiaoficial ou no site
www.bilheteriadigital.com/forro-ticomia-25-de-junho

A distribuição das camisas ocorrerá na terça-feira, dia 21, em Vitória da Conquista, no Camarote Bar; na quarta-feira, dia 22, em Itabuna, no Araújos Bar e Restaurante; na quinta e sexta-feira, dia 23 e 24, no Sindicato Rural, em Ibicuí; e no sábado, dia 25, no ponto de distribuição da entrada da festa, onde também funcionará a bilheteria para aquisição de ingressos.    
   

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cacau Novaes é o escritor convidado do Nosso Sarau deste mês, dia 15

O escritor Cacau Novaes é o convidado da edição deste mês do Nosso Sarau, que acontece no KreatvLab do Goethe Institut Salvador, dia 15/04, às 18 horas, com entrada gratuita. Produtor e curador do evento, há 6 anos, o autor participa, de um bate papo mediado por Décio Torres, pela primeira vez como escritor convidado, em que falará sobre a sua trajetória literária e seu novo livro de poesia: “Eu só queria ver o pôr do sol”. A apresentação ficará por conta de Rosana Paulo, que comandará o recital de poemas com Alvorecer Santos, Douglas de Almeida, Jeane Sánchez, Luiz Eudes, Marcos Peixe, Rita Pinheiro, Rita Santana e Vitória Régia, além das apresentações musicais de Chá Rize, Di Carvalho e Sílvio Correia. O Nosso Sarau acontece desde 2018, com apoio do Goethe Institut Salvador. A produção do evento nesta edição ficará com Marcos Peixe e a curadoria com Alvorecer Santos. Toda a programação também será transmitida pelo perfil do Instagram @nossosarau.ssa Sobre o autor Cacau Novaes

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

Nêgo Jhá é uma banda do interior da Bahia, da cidade de Iguaí, situada no Centro Sul do estado, criada em janeiro de 2018, por Guilherme Santana e Gabriel Almeida, através de u ma simples brincadeira entre amigos, que resultou em um trabalho profissional.  A banda já contabiliza mais de 30 milhões de visualizações no YouTube com suas músicas, entre elas, destaca-se “Cabaré”, música de trabalho gravada por artistas famosos, que compartilharam vídeos, que viralizaram na internet, ouvindo e dançando o hit do momento em todo o Brasil. Até no BBB21 da Rede Globo já tocou a música dos garotos. Foto: Divulgação Confira abaixo a entrevista com os integrantes da Nego Jhá: Cacau Novaes - Como surgiu a ideia de criar Nego Jhá? Como tudo começou?  Nego Jhá -  Através de uma brincadeira entre mim, Guilherme, e meu amigo Gabriel, que toca teclado.  No início não tínhamos em mente de que isso se tornaria algo profissional, pensamos apenas em gravar por diversão e resenha. Cacau Novaes -  É uma dupl

Aos 14 anos, baiana Cacá Magalhães canta em programa nos EUA e chama atenção de DeGeneres

Jovem, dona de uma voz potente e orgulhosa da sua baianidade. Poderíamos estar falando de Ivete Sangalo nos idos dos anos 1990 ou de outras mulheres a exemplo da Margareth Menezes e Daniela Mercury nos anos 1980, mas não. A baiana em questão é Cacá Magalhães, de 14 anos e moradora da cidade de Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador.  Foto: Reprodução / Twitter Revelada para o mundo após participar do programa "Little Big Shots", da rede estadunidense de televisão NBC, no último domingo (24), cantando niguém menos que Nina Simone, ela conta que seu canto foi aflorado muito tempo antes, quando incentivada pelo seu avô começou a escutar canções de ritmos negros norte-americanos. "Quando eu era pequena meu avô sempre colocava Blues no carro e eu fui inspirada por isso. Eu escutava música e batucava em casa, minha irmã percebeu que eu tinha esse talento e meus pais logo me inscreveram em um conservatório de música", conta a adolescente. A trajetória no con

Os morcegos estão comendo os mamãos maduros, de Gramiro de Matos

Sim, morcegos de fato comem mamãos, ou mamões maduros, mas, não é sobre morcegos nem sobre mamões o segundo e que eu saiba, derradeiro romance de Gramiro de Matos, ou Ramiro de Matos, ou Ramirão Ão Ão, cujo subtítulo, é,”O besta y a doida”, é sobre... Bem, é sobre lombrigas e angústia, sobre o que fazer da vida, seja você um viadinho suburbano, uma filha de deputado, um bêbado amante da filha do deputado, um maconheiro, um pintor ensandecido, um atropelado, ou duas belas jovens pegando carona na Rio-Bahia. O livro é sobre o belo e o horroroso da vida, que você pode passar com dor ou com muita dor. A escolha é sua, ou talvez não, mas, porém, contudo e entretanto, “O besta y a doida”, que mistura português com espanhol, James Joyce ( seu Jaime, para os chegados) com Gregório de Matos, os tupis e os atlantes, não é um livro triste, pelo contrário, é um livro até esperançoso, Macunaíma dos anos 70,embora o autor prefira Oswald a Mário de Andrade, mas o que sabe um autor do livro que

Avisa lá: Hoje é aniversário do Olodum

“Avisa lá, que eu vou chegar mais tarde. Oh yeah!Vou me juntar ao Olodum. Que é da AlegriaÉ denominado de vulcão. O estampido ecoouOs quatros cantos do mundo. Em menos de um minuto. Em segundos” Sim, hoje é aniversário do Olodum. São 41 anos de muita luta, trabalho, resistência e criatividade em defesa da igualdade e da cultura na Bahia. Minhas homenagens este ano, vão para o coração do Olodum, que se algum dia parar de bater, o Olodum desaparece, pois é neste espaço onde o vigor e o talento se juntam para compartilhar consciência, alegria e cidadania.  Foto: Divulgação Falo da Banda Reggae Olodum, também conhecida como o Exército do Samba Reggae. Por lá, nesses 41 anos de existência, passaram centenas de percussionistas, dezenas de cantores, bailarinos e Mestres.   É a Banda Olodum que arrasta multidões pelo mundo afora.  É a Banda Olodum com sua batida inconfundível que amplifica nossas dores, nossos amores, nossas vozes, nas vozes dos cantores. Por isto afirmamos com tan