Cacau Novaes lança livros nesta sexta-feira (17) em Iguaí

O professor, poeta e escritor José Carlos Assunção Novaes (Cacau Novaes) lança na próxima sexta-feira (17), às 18h, os livros "O Sujeito Nulo no Português Popular da Bahia" e "Xande e o Sapo Romualdo", em sua terra natal, a cidade de Iguaí, situada no Sudoeste da Bahia.


O evento ocorrerá na sede da Biblioteca Municipal Professora Eulina Assunção Novaes e também na Praça Juracy Magalhães, onde acontecerá uma programação cultural com apresentações de grupos do SCFC e da Acão Social do município e shows com Braulito Novaes e Héberton Costa, além de um bate papo com o escritor e uma sessão de autógrafos.


O livro "O Sujeito Nulo no Português Popular da Bahia" é o resultado de uma pesquisa do autor realizada durante o período em que cursava mestrado na Universidade Federal da Bahia.

Já "Xande e o Sapo Romualdo" é o primeiro livro infantil de Cacau Novaes e foi lançando virtualmente, devido à pandemia do coronavírus, em julho deste ano. Sendo assim, o escritor está aproveitando o momento para lançá-lo presencialmente.


O lançamento dos livros e toda a programação está sendo organizada pela diretoria da Biblioteca Pública Municipal, diretoria de Cultura e Secretaria de Educação de Iguaí.

Sobre o autor

José Carlos Assunção Novaes (Cacau Novaes) é autor de: Marádida (Selo Letras da Bahia, 2002; Editora Buriti, 2017); Os poetas estão vivos (Editora Mondrongo, 2015); As Sandálias (Editora Mondrongo, 2016); Você não sabe do que é capaz (Editora Penalux, 2017); Xande e o Sapo Romualdo (Editora Penalux, 2021); O Sujeito Nulo no Português da Bahia (Paco Editorial, 2021). Participou também de várias antologias de poesias e contos no Brasil, Portugal, Colômbia e Argentina. Tem textos publicados nas revistas Iararana nº 6 (2001), Bahia Beat (2018), Eclética (Colômbia, 2019), La Joven Parca (Colômbia, 2020), Voces Insurgentes (Argentina, 2021). Doutorando em Língua e Cultura, Mestre em Letras, Especialista em Língua Portuguesa, Língua Portuguesa com Ênfase em Produção Textual e Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa, Licenciado em Letras Vernáculas. É membro correspondente da Academia de Letras de Goiás (ALG), da Academia de Artes Ciências e Letras de Vitória (ACLAV) e do Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Portugal (NALAP). Recebeu diversas premiações, dentre elas: Troféu Castro Alves de Poesia Falada (Câmara de Vereadores de Salvador, 2005); Prêmio Romaria (EDC/Fundação Luiz Ademir/UNI-American, 2007); Prêmio Leonardo (Instituto de Cultura Brasil Itália Europa, Salvador, 2015); Troféu Cora Coralina, (Academia de Letras de Goiás, 2016); Prêmio Nordeste de Literatura (Literarte, 2016) Troféu Machado de Assis (Núcleo Acadêmico de Letras e Artes de Lisboa, 2017), Medalha Nelson Mandela (Literarte / ALMAS, 2019). Sua biografia está no Dicionário de Autores Baianos publicado, em 2006, pela Secretaria de Cultura e Turismo do Estado da Bahia. É Cônsul do Parlamento Internacional de Escritores de Cartagena (Colômbia), membro do Conselho Editorial da Revista Ecléctica (Colômbia), idealizador e curador do Nosso Sarau, evento realizado na biblioteca do Goethe-Institut Salvador e que, durante a pandemia, aconteceu em edições virtuais e internacionais. Foi membro do Conselho Municipal de Política Cultural de Salvador (2017-2019) e é membro do Conselho Estadual de Cultura da Bahia. É coordenador territorial da Antologia Bardos Baianos Território Médio Sudoeste da Bahia (Cogito Editora), a ser lançada no próximo ano.

Comentários

Posts mais visitados

Ticomia recomeça dia 25 como a maior explosão de alegria do São João da Bahia

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

New face da 40 Graus Models, Ana Clara Rios passa férias na Bahia

Conheça “Raíz do Sertão”, novo álbum do rapper baiano TR MC

‘A rosa de Hiroxima’, de Vinicius de Moraes, em extraordinária interpretação de Ney Matogrosso