Cacau Novaes é candidato ao CEC; eleição acontece hoje (29) e amanhã (30)

Cacau Novaes é um dos candidatos ao Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia. A eleição ocorre de hoje (29) até às 23h59 de quinta-feira (30), por meio da mesma plataforma online de inscrições. 


Os eleitores poderão conferir o currículo e as propostas dos candidatos e têm direito a dois votos: um para conselheiro por segmento e outro para conselheiro por território. Serão eleitos 20 novos conselheiros de cultura da Bahia (10 titulares e 10 suplentes), todos com mandatos de quatro anos. 

Para votar acesse:  Plataforma Virtual de Votação

Todo o processo eleitoral é acompanhado pela Comissão Eleitoral, responsável pela validação e homologação de candidatos e eleitores. Além de homologar candidaturas e avaliar recursos, a Comissão está responsável por apurar, divulgar e assegurar a lisura do processo e dos resultados da eleição. A apresentação preliminar dos eleitos, após apuração, está prevista para 01/08, com prazo de recursos das 09h do dia 03/08 às 17h de 07/08, através do e-mail eleicao.conselho@cultura.ba.gov.br.

Sobre Cacau Novaes

José Carlos Assunção Novaes (Cacau Novaes) é Doutorando em Língua e Cultura e Mestre em Letras (UFBA); Especialista em: Língua Portuguesa; Língua Portuguesa com Ênfase em Produção Textual; Jornalismo Empresarial e Assessoria de Imprensa. Autor de Marádida, pelo Selo Letras da Bahia (Funceb/SecultBA, relançado pela Editora Buriti), Os poetas estão vivos (Editora Mondrongo), As Sandálias (Editora Mondrongo) e Você não sabe do que é capaz (Editora Penalux), além de publicações em várias antologias na Bahia e em outros estados. Sua biografia está no Dicionário de Autores Baianos publicado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Participou da Bienal do Livro da Bahia, no stand da Fundação Biblioteca Nacional (2005) e no Espaço Porto da Poesia (2005), e na Praça da Poesia e do Cordel (2013). Participou também dos projetos Sarau do Gregório, Como o céu é do condor, Viva a Poesia Viva e Estação Poesia (Biblioteca Betty Coelho/Fundação Gregório de Mattos) e do Bloco Lítero-carnavalesco O Boca de Brasa, organizados por Douglas de Almeida; e Poesia na Boca da Noite, organizado por José Inácio Vieira de Melo. Recebeu o Troféu Castro Alves de Poesia Falada (Câmara de Vereadores de Salvador, 2005); Prêmio Leonardo (Instituto de Cultura Brasil Itália Europa, 2015); Troféu Cora Coralina (Academia de Letras de Góias, 2016), Troféu Machado de Assis (Núcleo de Artes e Letras de Lisboa, 2017), dentre outros. Foi um dos fundadores, juntamente com Pietro Gallina, e Vice-presidente do Instituto de Cultura Brasil Itália Europa (ICBIE), situado na Ribeira, que tem prestado relevantes serviços no setor cultural no bairro e em seu entorno. É membro correspondente da Academia de Letras de Goiás (ALG), da Academia de Ciências Letras e Artes de Vitória (ACLAV) e do Núcleo de Artes e Letras de Lisboa (NALAL). Participa ativamente em diversos saraus em Salvador, sendo organizador do Nosso Sarau, realizado mensalmente no Goethe Institut (ICBA). 

Comentários

  1. Irene de Deus Muinto legal gostei parabéns otimo trabaho Muinto bom

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Posts mais visitados

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

81 artistas de 15 países participaram do Festival Cultural Internacional de Iguaí

Segunda edição do livro 'PROZAC - Letras em cápsulas' será lançada em dezembro

'Rosa Tirana', filme do diretor poçoense Rogério Sagui, estreia na 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes

Sérgio Mattos lança workshop on-line para modelos new faces