Rubem Fonseca morre aos 94 anos

Faleceu hoje (15) de um infarto, em seu apartamento no bairro do Leblon, Rio de Janeiro, aos 94 anos o escritor brasileiro Rubem Fonseca. O escritor ainda chegou a ser levado de imediato par o hospital Samaritano, onde morreu.


Foto Zeca Fonseca / Divulgação

Autor de diversos livros, José Rubem Fonseca, nasceu em Juiz de Fora, em 1952, mas viveu a maior parte de sua vida no Rio de Janeiro.

Entre os clássicos assinados pelo autor, estão Feliz Ano Novo (1976), A Cólera do Cão (1963) e O Cobrador (1963). A obra mais recente do escritor foi Carne Crua (2018). O mais famoso livro de Rubem Fonseca é Agosto, publicado em 1990, que virou minissérie de 16 capítulos na Rede Globo em 1996. A obra mistura ficção e história, retratando as conspirações que resultaram no suicídio de Getúlio Vargas. Outra série de televisão, Mandrakeproduzida pelo canal HBO Brasil em parceria com a Conspiração Filmes, sendo indicada duas vezes ao International Emmy Awards.foi baseada em dois livros de Fonseca: A Grande Arte e Mandrake, a Bíblia e a Bengala.

Confira abaixo as obras de Rubem Fonseca:

Romance
  • Caso Morel (1973)
  • A Grande Arte (1983)
  • Bufo & Spallanzani (1986)
  • Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos (1988)
  • Agosto (1990)
  • O Selvagem da Ópera (1994)
  • E do meio do mundo prostituto só amores guardei ao meu charuto (1997)
  • O Doente Molière (2000)
  • Diário de um Fescenino (2003)
  • Mandrake, a Bíblia e a Bengala (2005)
  • O seminarista (2009)
  • José (2011)


Contos
  • Os prisioneiros (1963)
  • A coleira do cão (1965)
  • Lúcia McCartney (1969)
  • O homem de fevereiro ou março (1973)
  • Feliz Ano Novo (1975)
  • O cobrador (1979)
  • Romance negro e outras histórias (1992)
  • O buraco na parede (1995)
  • Histórias de amor (1997)
  • A confraria dos espadas (1998)
  • Secreções, excreções e desatinos (2001)
  • Pequenas criaturas (2002)
  • 64 Contos de Rubem Fonseca (2004)
  • Ela e outras mulheres (2006)
  • Axilas e Outras Histórias Indecorosas (2011)
  • Amálgama (2013)
  • Histórias Curtas (2015)
  • Calibre 22 (2017)
  • Carne Crua (2018)


Outros
  • O romance morreu (crônicas, 2007)


Comentários

Posts mais visitados

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

Poetas brasileiros recitam em oficina literária na Colômbia neste sábado (05)

‘A rosa de Hiroxima’, de Vinicius de Moraes, em extraordinária interpretação de Ney Matogrosso

Ualy Matos disponibiliza o seu e-book Dévires-poéticos gratuitamente

Com voz forte e doce, Roriz Ra é revelação da nova MPB