Pular para o conteúdo principal

Bardos Baianos: confira edital do Território Médio Sudoeste da Bahia

Território Médio Sudoeste da Bahia - Edital 2020


APRESENTAÇÃO

Com o objetivo de fomentar a produção poética por toda Bahia e a divulgação dos seus poetas, das mais diferentes regiões do estado, cada qual com a sua peculiaridade, a Cogito Editora, lança o projeto BARDOS BAIANOS, no qual consiste na publicação de 27 coletâneas, uma para cada Territórios de Identidade, conforme metodologia desenvolvida pelo Governo do Estado da Bahia, no qual utiliza como base, o conceito de um “espaço físico, geograficamente definido, geralmente contínuo, caracterizado por critérios multidimensionais, tais como o ambiente, a economia, a sociedade, a cultura, a política e as instituições, e uma população com grupos sociais relativamente distintos, que se relacionam interna e externamente por meio de processos específicos, onde se pode distinguir um ou mais elementos que indicam identidade, coesão social, cultural e territorial”.


Sob a organização geral do jornalista e editor Ivan de Almeida, as antologias contarão com um coordenador local que terá o papel de divulgar, angariar e selecionar 50 poetas da região.

BARDOS BAIANOS – Médio Sudoeste da Bahia

A antologia poética Bardos Baianos relativa ao Territórios de Identidade do Médio Sudoeste da Bahia contará exclusivamente com poetas nascidos e ou residentes dos municípios de Caatiba, Firmino Alves, Ibicuí, Iguaí, Itambé, Itapetinga, Itarantim, Itororó, Macarani, Maiquinique, Nova Canaã, Potiraguá, Santa Cruz da Vitória. A coordenação territorial será feita pelo poeta e professor Cacau Novaes e a articulação territorial pelos poetas Antonio Marciel e Valdeique Oliveira.

1. CARACTERÍSTICAS DA OBRA

Formato: 15x21 cm
Miolo: 1x1 cor em papel Off-Set de 75 grs.
Capa: Duo Design de 250 grs. 4x0 cores c/ orelhas de 7 cm

2. FORMAS DE PAGAMENTO


MÊS

PARCELAS

CUSTO
MAR
3
R$ 30,00
ABR
2
R$ 45,50
MAI
À vista
R$ 90,00










3. DIREITOS DO AUTOR

  • O autor participante receberá 3 exemplares do livro;
  • Cada autor poderá participar com somente um poema;
  • O poema poderá ocupar mais de uma página, contudo o custo pela participação, será proporcional a quantidade de páginas utilizadas pelo autor;
  • A quantidade de livros a receber será proporcional as páginas utilizadas;
  • O autor poderá fazer uso do livro da forma que considerar melhor sem que haja qualquer tipo de impedimento da editora

4. SOBRE OS DIREITOS AUTORAIS DA OBRA
Nos casos de reimpressões da antologia poética do território como incentivo cultural por parte da iniciativa privada ou poder público, os autores receberão pelos seus e direitos autorais 50% do acordo combinado com o patrocinador. Sejam eles em exemplares ou em valores monetários, os 50% que competirem aos autores serão entregues em partes iguais.
Um autor participante da obra, ou um grupo de autores poderão, desde que cubra todos os custos com a impressão, solicitar da editora a reimpressão da obra, sem que os demais autores que não participaram da cotização possam exigir quaisquer valor pelos direitos autorais.
As reimpressões da antologia poética do território como incentivo cultural da iniciativa privada ou poder público poderão constar a logomarca do patrocinador na página que antecede a folha de rosto da obra.
Primando pela qualidade editorial da obra, sobretudo no aspecto gráfico, a impressão de novas edições serão feitas somente com a anuência e condução da Cogito Editora.

5. PROGRAMA DE APADRINHAMENTO
Autores poderão ter a taxa de inscrição custeada por pessoas públicas, de entidades da sociedade civil organizada, representantes do poder público, empresários etc. Embora não haja no corpo do livro menção ao incentivo cultural, haverá ampla divulgação nas redes sociais da editora e dos demais parceiros, assim como o envio de release para imprensa dando a devida visibilidade ao apoio recebido.

6. FOTOGRAFIA PARA DIVULGAÇÃO
Embora as fotos dos autores participantes da Antologia Poética Bardos Baianos sejam para a produção das flyers individuais e coletivas com o objetivo único de divulgar o projeto, devem seguir as diretrizes apresentados neste edital, conforme relação descrita abaixo:
1) Olhar fixo para a câmera;
2) Resolução adequada, (pelo menos 500 Kbytes de memória);
3) Colorida;
4) Individual;
5) Sem portar objetos;
6) Sem elementos que causem poluição visual no fundo da imagem.
Obs.: Importante frisar que as fotos não serão publicadas na obra.

7. CRONOGRAMA DO PROJETO

Inscrições: 1º de março a 1º de junho/2020
Entrega dos textos – Até 29 de maio/2020
Revisão: Até 29 de junho/2020
Editoração: Até 29 de junho/2020
Impressão: Até 29 de agosto/2020
Lançamento: 22 de novembro/2020

Obs.: O cronograma poderá ser alterado devido necessidades editoriais.

* As inscrições serão encerradas quando completar o número de 50 poetas confirmados na antologia. O autor deverá comprovar que é natural ou reside em uma das cidades que fazem parte do Territórios de Identidade Médio Sudoeste da Bahia.

* A participação do autor só será confirmada após envio do poema, juntamente com a ficha de inscrição e dos comprovantes de pagamento e de residência ou naturalidade. O envio deverá ser feito até o dia 26 de maio de 2020. para o e-mail: 
antologiapoeticabardosbaianos@gmail.com.

* Em caso de desistência a editora reserva-se o direito de restituir somente 50% do valor da inscrição.


CONTATO:

Organizador geral – Ivan de Almeida
71 99220-5555

Coordenador territorial – Cacau Novaes
73 98837-6360

Articuladores territoriais
  • Antonio Maciel - 77 99166-2944
  • Valdeique Oliveira - 77 98817-4776


DADOS BANCÁRIOS

Titular: Ivan S. de Almeida
Banco do Brasil
Agência: 2014-1
Conta Corrente: 106943-8

Salvador, 1º de março de 2020

Editor excetivo da Cogito Editora
Ivan de Almeida




BARDOS BAIANOS

ANTOLOGIA POÉTICA

MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA


FICHA DE INSCRIÇÃO

Eu,____________________________________________________________RG_________________________, CPF___________________________________, autor do poema _________________________________________, declaro a COGITO EDITORA que a obra apresentada para edição na “COLEÇÃO BARDOS BAIANOS – ANTOLOGIA POÉTICA (MÉDIO SUDOESTE DA BAHIA) é original e de minha autoria exclusiva. Declaro ainda estar ciente de todos os direitos da Cogito Editora para divulgação e publicação e da plena aceitação dos termos estabelecidos no edital do projeto editorial e no anexo desta “ficha de inscrição”.

_______________, ______ de ___________________de 2020.
(Local, data, mês e ano)

___________________________________________
NOME COMPLETO E ASSINATURA DO AUTOR




ANEXO

LOCAL ONDE RESIDE (CIDADE) –
Nº CELULAR (WHATSAPP) –
E-MAIL –

  • A Ficha de inscrição deverá ser enviada, em anexo, acompanhada com o comprovante de residência ou naturalidade de uma das cidades que fazem parte do Território Médio Sudoeste da Bahia, do depósito bancária e poema do autor(a), em Word, para o e-mail: antologiapoeticabardosbaianos@gmail.com. Deverá constar no assunto do e-mail: o nome do autor, título do poema e cidade do poeta . Ex. Lísias Azevedo – Itaitê.
  • A página da obra caberá um poema até 30 linhas, contando os espaços. O tamanho do texto deverá está condizente com o informado na ficha de inscrição.
  • A inscrição do autor só será confirmada após a confirmação do pagamento total, aprovação do poema e comprovação de residência ou naturalidade do autor.
  • Autores que não efetuarem o pagamento até o último dia de inscrição, terá a sua participação cancelada e 50% do valor referente a participação na antologia descontado para cobrir os custos com a revisão e edição do trabalho.
  • Autores que não efetuarem o pagamento até o último dia de inscrição, terá a sua participação cancelada e 50% do valor referente a participação na antologia descontado para cobrir os custos com a revisão e edição do trabalho.
  • Autores que optarem pelo parcelamento de 2 ou 3 vezes, conforme o edital deverá, enviar por e-mail o comprovante da primeira parcela junto com a ficha de inscrição e os demais pagamentos deverá ser informado no assunto do e-mail como segue o exemplo: COMPROVANTE DE PAGAMENTO PARCELADO DA ANTOLOGIA BARDOS BAIANOS – NOME DO AUTOR – 2/3.
  • Autores que optarem em fazer pagamento parcelado terá a sua vaga pré-confirmada na antologia mas a sua confirmação só se dará após o pagamento total.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

Nêgo Jhá é uma banda do interior da Bahia, da cidade de Iguaí, situada no Centro Sul do estado, criada em janeiro de 2018, por Guilherme Santana e Gabriel Almeida, através de u ma simples brincadeira entre amigos, que resultou em um trabalho profissional.  A banda já contabiliza mais de 30 milhões de visualizações no YouTube com suas músicas, entre elas, destaca-se “Cabaré”, música de trabalho gravada por artistas famosos, que compartilharam vídeos, que viralizaram na internet, ouvindo e dançando o hit do momento em todo o Brasil. Até no BBB21 da Rede Globo já tocou a música dos garotos. Foto: Divulgação Confira abaixo a entrevista com os integrantes da Nego Jhá: Cacau Novaes - Como surgiu a ideia de criar Nego Jhá? Como tudo começou?  Nego Jhá -  Através de uma brincadeira entre mim, Guilherme, e meu amigo Gabriel, que toca teclado.  No início não tínhamos em mente de que isso se tornaria algo profissional, pensamos apenas em gravar por diversão e resenha. Cacau Novaes -  É uma dupl

Cacau Novaes lança, neste sábado (6), seu novo livro: “Eu só queria ver o pôr do sol”

O poeta e escritor Cacau Novaes lança, neste sábado (6), às 16h, o seu novo livro de poemas, intitulado “Eu só queria ver o pôr do sol”, pela Editora Mondrongo. O evento acontece em Salvador, na Cervejaria ArtMalte, na Rua Feira de Santana, 354, Rio Vermelho. Neste seu novo livro, Cacau Novaes se debruça sobre a terra arrasada pelas guerras, as mazelas da humanidade, os problemas sociais das grandes cidades, como os esgotos a céu aberto, entro outros. Poesia que nasce no seio de onde vem o cheiro de miséria e a desigualdade. Outros cinco autores também lançam, além de Cacau Novaes, os seus livros, no mesmo dia e local, em uma grande celebração literária: André Lemos, Antônio Brasileiro, Clara Pamponet, Douglas de Almeida e Vinícius Cardona. Segundo Gustavo Felicíssimo, editor da Mondrongo, será um “esquenta” para a Bienal do Livro da Bahia, que acontece de 26 de abril a 1º de maio no Centro de Convenções da Bahia. Durante a bienal, no Espaço das Editoras baianas, haverá um segundo mo

Nosso Sarau inicia encontros de 2024 com Douglas de Almeida e convidados

O Nosso Sarau volta às atividades, iniciando os encontros deste ano com muita poesia, música, bate papo literário, entre outras atividades artísticas. A primeira edição de 2024, no dia 20 de março, às 18h, traz como convidado o poeta Douglas de Almeida. O escritor falará sobre a nova edição de seu livro “Não sei se sou”, que foi relançado recentemente no MAM – Museu de Arte Moderna da Bahia, e sua trajetória literária, sob mediação de Cacau Novaes. Haverá ainda uma sessão de autógrafos. Durante o evento, acontece um recital de poesia com a participação de Alvorecer Santos, Ametista Nunes, Cacau Novaes, Jeane Sánchez, Jovina Souza, Luís Aseokaynha, Marcos Peixe, Ramon Argolo e Rosana Paulo. As apresentações musicais serão com Di Carvalho e Evandro Correia, abrilhantando a noite com canções autorais. Realizado mensalmente no Goethe-Institut Salvador, o Nosso Sarau tem produção e curadoria de Cacau Novaes, com colaboração de Alvorecer Santos e Marcos Peixe. A entrada é gratuita. Sob

Maravilhas do conto português para o leitor brasileiro

Depois de  A cidade de Ulisses , Teolinda Gersão, uma das mais importantes contistas e romancistas da literatura portuguesa contemporânea, lança agora no Brasil  Alice e outras mulheres , uma antologia de contos organizada por Nilma Lacerda. Se, em  A cidade de Ulisses , está Lisboa no poema épico de Homero, em "Alice in Thunderland", conto que fecha a nova antologia, a escritora portuguesa revisita a personagem de Lewis Carrol, registrando a sua versão da história: “Vou repor a verdade e contar eu mesma a história, tal como agora a contei, em pensamento”. O livro conta com textos já publicados por Teolinda ao longo de seus 40 anos de trajetória literária, no entanto, esta organização publicada pela editora Oficina Raquel é inédita para o público brasileiro. Por trás da escolha dos contos que compõem a seleta, está o objetivo de mostrar todo o poder do feminino, ainda que muitas vezes silenciado e, neste sentido, nada melhor do que uma das mais célebres personagens da nossa l

Morro de São Paulo recebeu artistas e turistas em festival neste fim de semana

Durante o fim de semana, de quinta (15) a sábado (17), Morro de São Paulo realizou a 7ª edição do seu festival em um dos destinos mais procurados por turistas do Brasil e de outros países. Vina Calmon - Cheiro de Amor - Foto: Cacau Novaes O evento aconteceu na Segunda Praia, de forma gratuita, e contou com shows de diversos artistas. No primeiro dia do evento (15), passaram pelo palco Dayane Félix, Afrocidade e Cheiro de Amor. Já na sexta-feira (16), os shows foram de Batifun, Negra Cor e Jau. No último dia (17), somente Degê conseguiu se apresentar, devido às fortes chuvas que caíram na ilha, sendo cancelada a programação, que ainda tinha em sua grade os shows de Luiz Caldas e Filhos de Jorge. Jau - Foto: Divulgação Mesmo com esse imprevisto, o Festival de Morro de São Paulo foi um sucesso, com a presença de um grande público, que também curtiu os atrativos naturais da ilha. Adelmo Casé - Negra Cor - Foto: Divulgação Confiram mais vídeos no Instagram de Cacau Novaes : Ver es