Pular para o conteúdo principal

Conheça “Raíz do Sertão”, novo álbum do rapper baiano TR MC

Misturando o rap e o trap com elementos característicos da cultura nordestina, TR MC lança seu primeiro álbum de estúdio, denominado “Raíz do Sertão”. Amparado pelo discurso sobre questões sociais importantes do contexto atual, o rapper baiano realça debates como a importância da equidade nas oportunidades educacionais e profissionais, respeito às diversidades de gênero e religiosa e a conjuntura política em 10 faixas, já disponibilizadas nas plataformas digitais.


Ouça “Raíz do Sertão” - TR MC (2022) 
 

"Sempre enxerguei a música como uma importante ferramenta social, usar nossas letras para fomentar discussões e provocar reflexões. A música é muito mais que lazer ou entretenimento, é a possibilidade de se mudar histórias através da arte", destaca TR MC. 

No álbum, acordeon, zabumba, berimbau e outros instrumentos percussivos se somam aos beats eletrônicos, trazendo a diversidade musical do nordeste e dando o tom das letras que contam histórias que atravessam a juventude sertaneja na contemporaneidade. Tais elementos também traduzem um pouco das referências do rapper,  que cresceu na zona rural de Itarantim antes de se mudar para a cidade de Vitória da Conquista, onde trilhou seus primeiros caminhos na música, ainda adolescente.

 

TR MC pretende lançar ainda no mês de outubro três videoclipes de canções do disco, ilustrando com maior contundência as mensagens trazidas neste trabalho autoral.

 

Sobre TR MC

 

“Raízes do Sertão” é o primeiro álbum da carreira de TR MC. Anteriormente, havia lançado o single “A Vida É Pra Viver”, com participação da cantora e compositora Luiza Audaz. 

 

Em 2016 lançou seu primeiro EP, cujo título é “POKAZIDEA”, produzido por beatmakers como FreezeNosBeatz, Mr Break, RB Alves, Rentwo e Dactes, e três videoclipes das músicas “Tudo bem”, “POKAZIDEA” e “A rua me ensinou”. O trabalho rendeu uma turnê pelo interior da Bahia, ao lado de Nocivo Shomon. 

 

TR MC participou ainda de uma seleção para integrar a coletânea de rap nacional “Coligações Expressivas 4”, do DJ Caique, com a música/videoclipe “O sertão virou mar”. Em 2017, lançou 2 mixtapes: “PÓLVORA”, com 6 faixas, e “TRAP TRASH”, com 4 faixas, ambas produzidas pelo seu atual DJ, Lethal Selectah.

Em sua carreira, TR MC já dividiu o palco com grandes nomes do rap como Sandrão RZO, B.L.U.N.T, Nocivo Shomon, Vandal, Raffa Moreira, ADL, Dexter e 3030. 

FICHA TÉCNICA

Telles Rocha Santos - Produtor Executivo

Roger Rocha Santos - Coordenador de Produção

John Nadson Carvalho - Engenheiro de Áudio

Ian Machado Corrêa Santiago - Designer Gráfico

Hudson Rocha Santos - Assistente de Produção 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Cacau Novaes entrevista Nego Jhá: 'Vem pro cabaré'

Nêgo Jhá é uma banda do interior da Bahia, da cidade de Iguaí, situada no Centro Sul do estado, criada em janeiro de 2018, por Guilherme Santana e Gabriel Almeida, através de u ma simples brincadeira entre amigos, que resultou em um trabalho profissional.  A banda já contabiliza mais de 30 milhões de visualizações no YouTube com suas músicas, entre elas, destaca-se “Cabaré”, música de trabalho gravada por artistas famosos, que compartilharam vídeos, que viralizaram na internet, ouvindo e dançando o hit do momento em todo o Brasil. Até no BBB21 da Rede Globo já tocou a música dos garotos. Foto: Divulgação Confira abaixo a entrevista com os integrantes da Nego Jhá: Cacau Novaes - Como surgiu a ideia de criar Nego Jhá? Como tudo começou?  Nego Jhá -  Através de uma brincadeira entre mim, Guilherme, e meu amigo Gabriel, que toca teclado.  No início não tínhamos em mente de que isso se tornaria algo profissional, pensamos apenas em gravar por diversão e resenha. Cacau Novaes -  É uma dupl

Festival em Morro de São Paulo terá shows de Luiz Caldas, Jau, Cheiro de Amor, entre outras atrações

Após o Carnaval, Morro de São Paulo, Bahia, realiza, entre os dias 15 e 17 de fevereiro, a 7ª edição do Festival de Morro de São Paulo, reunindo grandes atrações para quem quer curtir um dos melhores destinos turísticos do verão brasileiro. Foto: Reprodução Artistas como Luiz Caldas, Jau, Filhos de Jorge, Afrocidade, Cheiro de Amor, Negra Cor e Batifun passarão pelo palco montado na Segunda Praia. De acordo com a organização do evento, será “Um festival comprometido em tornar este evento ainda mais ecologicamente responsável através da neutralização de carbono. Este não é apenas um festival, é uma vibração consciente e inesquecível para fechar o Verão com chave de ouro”.

Morro de São Paulo recebeu artistas e turistas em festival neste fim de semana

Durante o fim de semana, de quinta (15) a sábado (17), Morro de São Paulo realizou a 7ª edição do seu festival em um dos destinos mais procurados por turistas do Brasil e de outros países. Vina Calmon - Cheiro de Amor - Foto: Cacau Novaes O evento aconteceu na Segunda Praia, de forma gratuita, e contou com shows de diversos artistas. No primeiro dia do evento (15), passaram pelo palco Dayane Félix, Afrocidade e Cheiro de Amor. Já na sexta-feira (16), os shows foram de Batifun, Negra Cor e Jau. No último dia (17), somente Degê conseguiu se apresentar, devido às fortes chuvas que caíram na ilha, sendo cancelada a programação, que ainda tinha em sua grade os shows de Luiz Caldas e Filhos de Jorge. Jau - Foto: Divulgação Mesmo com esse imprevisto, o Festival de Morro de São Paulo foi um sucesso, com a presença de um grande público, que também curtiu os atrativos naturais da ilha. Adelmo Casé - Negra Cor - Foto: Divulgação Confiram mais vídeos no Instagram de Cacau Novaes : Ver es

Festival de Morro de São Paulo suspende programação deste sábado (17)

Devido às fortes chuvas que atingem Morro de São Paulo na noite deste sábado (17), o Festival de Morro de São Paulo anunciou a suspensão da programação do dia, visando garantir a segurança do público. Com isso, as apresentações de Luiz Caldas e Filhos de Jorge foram canceladas. Os dias anteriores foram marcados pelo público lotando a Segunda Praia para os shows de Dayane Felix, Afrocidade, Cheiro de Amor, Batifum, Negra Cor e Jau. Hoje, o cantor Degê, fez o show de abertura da noite, antes da suspensão.

Avisa lá: Hoje é aniversário do Olodum

“Avisa lá, que eu vou chegar mais tarde. Oh yeah!Vou me juntar ao Olodum. Que é da AlegriaÉ denominado de vulcão. O estampido ecoouOs quatros cantos do mundo. Em menos de um minuto. Em segundos” Sim, hoje é aniversário do Olodum. São 41 anos de muita luta, trabalho, resistência e criatividade em defesa da igualdade e da cultura na Bahia. Minhas homenagens este ano, vão para o coração do Olodum, que se algum dia parar de bater, o Olodum desaparece, pois é neste espaço onde o vigor e o talento se juntam para compartilhar consciência, alegria e cidadania.  Foto: Divulgação Falo da Banda Reggae Olodum, também conhecida como o Exército do Samba Reggae. Por lá, nesses 41 anos de existência, passaram centenas de percussionistas, dezenas de cantores, bailarinos e Mestres.   É a Banda Olodum que arrasta multidões pelo mundo afora.  É a Banda Olodum com sua batida inconfundível que amplifica nossas dores, nossos amores, nossas vozes, nas vozes dos cantores. Por isto afirmamos com tan